sábado, 29 de março de 2014

História da África: pré-história africana

HISTORIA DA ÁFRICA

- Pré-história africana -





A pré-história africana está diretamente relacionada ao berço da humanidade.

Quanto à geografia, o continente africano apresenta 2 desertos (Saara e Kalahari), vegetação que varia entre floresta equatorial, tropical e a savana e importantes bacias hidrográficas, como o Nilo e o Níger.

Note-se que a África foi o primeiro continente a se formar a partir do desprendimento da Pangeia (o supercontinente primordial), constituindo a formação geológica mais antiga do planeta.

Por isso, a terra africana, em seus diversos ecossistemas, foi o cenário ideal para a evolução das primeiras espécies.

Destarte, nas paisagens africanas que ocorre o processo de hominização (processo de surgimento da espécie humana), sendo o berço de nossa espécie.

Um dos principais registros arqueológicos sobre o surgimento do homem  trata-se de um conjunto de pegadas de australopitecos, datado em 3,7 milhões de anos, localizado na Tanzânia.

O principal fóssil que temos de australopiteco foi achado na Etiópia, datado em 3 milhões de anos, apelidado por Lucy.

Também na África é achado o homo habilis, outra espécie do gênero homo.




No período paleolítico o ser humano desenvolve suas primeiras tecnologias, como os objetos em pedra lascada, uma cultura e tradição social. Neste período várias rotas migratórias cortam a África com a circulação de caçadores e coletores.

Devemos salientar que os representantes do homem de Cro-Magnon possuíam características negroides.

Na região do Mali foi encontrado o homo sapiens que se aproxima do africano atual.

Durante o mesolítico são inventados a lança e o arco-e-flecha como armas.

No neolítico há o desenvolvimento de uma economia baseada na agricultura e na pecuária.

A invenção da cerâmica ocorre por volta de 9.300 a.C. no Saara Central e em 3.330 a.C. a metalurgia do cobre já acontecia na região da atual Tunísia.

Participe do grupo "prophisto" de história geral & Brasil no facebook:
https://www.facebook.com/groups/prophisto/ 


10 comentários: